Sistema de pagamento em moeda local

Para facilitar a vida das empresas e reduzir a burocracia, remessas e pagamentos pela compra de bens ou serviços com a Argentina e Uruguai podem ser feitos por moeda local. De acordo com o Banco Central, esse método barateia custos e diminui riscos financeiros porque dispensa a necessidade de um contrato de câmbio.

Por meio do Sistema de Pagamentos em Moeda Local (SML), exportadoras pequenas e médias podem se beneficiar: não há riscos de volatilidade da moeda, e o dinheiro é depositado direto na conta bancária de quem fez a operação. Em breve, será possível fazer o mesmo com operações feitas com o Paraguai.

Fonte: Banco do Brasil

Aprenda Comércio Exterior
whatsapp: 31 98411.8218
Anúncios