Produtos chineses são bons?

grocery cart with item

Foto por Oleg Magni em Pexels.com

 

Uma revolução no sentimento do consumidor se espalhou pela China. “Made in China” já não significa intrinsecamente barato, inferior e fora de moda.

A respeitável marca chinesa emergiu, e alguns não apenas alcançaram seus rivais estrangeiros mais estabelecidos, mas realmente começaram a superá-los na China e além.
Em 2011, 70% das vendas de smartphones na China eram de três marcas estrangeiras: Nokia, Samsung e Apple. Naquela época, a miríade de fabricantes locais de eletrônicos e marcas domésticas nascentes era pouco mais do que impostores baratos, sem qualidade e simplesmente sem o mesmo status social dos telefones caros e modernos que dominavam o mercado.

Mas agora, sete anos depois, isso mudou. No ano passado, oito das dez maiores marcas de smartphones eram chinesas, com a Huawei e a Xiaomi nos primeiros lugares e marcas locais corroendo rapidamente as duas marcas estrangeiras, Apple e Samsung.

Este ano, a tendência continuou. A Oppo, uma empresa chinesa de alta tecnologia e mídia, tornou-se recentemente a segunda marca de smartphone mais popular na China, cujo crescimento de 67% foi suficiente para impulsioná-la além da Apple.

De acordo com vários relatórios, sete das dez principais marcas de smartphones do mundo são agora chinesas. Isso inclui a Huawei, que não é apenas a principal marca de celulares do continente, mas atualmente ocupa o segundo lugar na Europa e a número três no mundo.

Uma mudança de perspectiva e qualidade

As marcas chinesas não são mais inerentemente desprezadas, como eram há alguns anos atrás. De acordo com um relatório recente, 62% dos consumidores chineses agora preferem as marcas chinesas em detrimento das estrangeiras se a qualidade e o preço são iguais. Cinco anos atrás, teria sido bem menos da metade.
A atribuição dessa drástica reviravolta no sentimento do consumidor se dá por meio de quatro fatores principais:

1 – Muitas marcas chinesas melhoraram drasticamente a qualidade de seus produtos

Este é, de longe, o mais importante impulsionador dessa transição: “Made in China” não é mais “ruim”. Os fabricantes da China inicialmente encontraram seu nicho preenchendo os mercados mundiais com produtos de baixo custo, agora também estão produzindo alguns dos itens mais sofisticados, inovadores e de alta qualidade disponíveis, e o sentimento do consumidor em todo o mundo se ajustou de acordo.

2 – Os consumidores chineses estão cada vez mais confiantes na prova social que vem com marcas nacionais

Marcas estrangeiras não são mais novidade na China. Eles tiveram uma grande presença no país durante a maior parte de uma geração e, para os jovens do jet set do país, marcas internacionais como a Apple e a Starbucks estão em declínio no que diz respeito à sua capacidade de ajudar a exibir sua riqueza, sofisticação e mundanismo.

Elas estão se tornando apenas uma parte normal da paisagem – um punhado de opções para escolher entre muitas outras. Como alguns produtos chineses não são mais funcionalmente inferiores aos seus equivalentes estrangeiros, a base que as marcas internacionais já tiveram está se desgastando rapidamente.

A queda livre da Apple na China – queda de 26% nas vendas até agora este ano – é apenas um exemplo disso. Os consumidores chineses não precisam mais de uma marca estrangeira para mostrar que são legais.

3 – Comprar marcas chinesas é cada vez mais visto como um ato patriótico

O desejo do povo chinês de apoiar marcas chinesas por razões idealistas ou patrióticas também está aumentando rapidamente.

As pessoas se sentirão encorajadas a apoiar uma marca chinesa porque são pessoa chinesas. Se olharmos para 2011, 31% dos consumidores chineses queriam apoiar as empresas chinesas comprando produtos chineses. Apenas um ano depois, foi de 43%. É representativo da rapidez com que os consumidores chineses estão amadurecendo.

4 – O cinema inaugura um renascimento da cultura chinesa

A cultura chinesa contemporânea está sendo ajudada em grande parte pelo crescimento do cinema, que está usando seu poder brando para promover marcas chinesas, semelhante à maneira como Hollywood promove marcas ocidentais como Starbucks e Nike.

Em 2012, 47,6% das bilheterias chinesas eram filmes locais, mas no ano passado isso aumentou para 62%, o que é algo que molda o orgulho nacional e uma preferência por tudo o que é chinês.

Algumas marcas chinesas também costumam ter uma compreensão avançada dos numerosos e complexos mercados de seu país, e são capazes de elaborar estratégias de vendas e características de produtos altamente otimizadas para o local.

O Oppo tornou-se um modelo de exemplo de uma marca chinesa usando campanhas de marketing direcionadas localmente e inovações tecnológicas em seu benefício.

Fonte:

Destino China

Whatsapp: +86 13611996578

https://www.destinochina.com/produtos-chineses-sao-bons/

Anúncios

Qual é a melhor hora para importar?

china chinese city forbidden kingdom

Foto por hitesh choudhary em Pexels.com

Qual é a melhor hora para importar?

Você quer entrar para o ramo da importação, mas está com receio de adquirir determinados produtos por não saber a melhor hora para importar? É compreensível.
Existem épocas boas e ruins para importar certas mercadorias e ter medo de fazer algo que possa vir a dar errado ou proporcionar dor de cabeça é plenamente normal.

Por isso, nesse artigo, vamos comentar sobre os melhores períodos para importação, principalmente de eletrônicos. Fique atento!

O que exatamente faz com que a encomenda atrase?

Muitas pessoas reclamam, criticam, abominam, mas os Correios fazem sim muitas encomendas internacionais, finalizando a importação em território nacional.
Há casos e casos, existem as variantes de um evento ou outro que prejudica os serviços dos Correios, mas no geral, eles não costumam atrasar tanto ou ter problemas mais graves nas entregas.

Atrasos podem ocorrer em quaisquer meios de transporte e importação, mas um fato incontestável é que as encomendas efetuadas recentemente estão muito mais facilitadas e ágeis do que as de antigamente.

A GearBest, a Banggood e demais lojas dão um prazo de aproximadamente 30 a 45 dias que você deve esquecer, uma vez que o tempo mínimo que ultimamente se espera é entre 2 a 3 meses. Muito? Sim!

Mas devemos atentar para um fato muito importante. O atraso não se dá por culpa das lojas e fábricas da China (ou do lugar onde se importou), mas sim, a encomenda atrasa por conta dos Correios.

Seja através da Aliexprees, Ebay, Banggood e outros, qualquer mercadoria comprada no exterior chega ao território brasileiro em aproximadamente 1 semana se for por via aérea. Depois disso é que vem a saga da burocracia da Receita Federal com a documentação e a expedição nos Correios, o que isenta a culpa das lojas na demora.

Qual é a melhor hora para comprar e evitar transtornos?

Abaixo preparamos uma lista com os meses mais vantajosos para efetuar a sua importação. Com isso, você poderá saber em qual período são feitas as maiorias das compras. Nos meses em que há pouco fluxo, obviamente existe uma agilidade maior nos serviços prestados pelos Correios e, inclusive, pela Receita Federal.

Melhores meses para importar

• Março;
• Abril;
• Junho;
• Julho (este é ainda melhor, já que também é o período de férias e as pessoas gastam suas economias com viagens e a quantidade de encomendas fica sendo menor);
• Fevereiro só é bom para sites que não são de fornecedores chineses por conta do ano novo chinês.

Piores meses para importar

• Novembro;
• Dezembro;
• Janeiro;
• Setembro;
• Outubro.

Observações

O ano novo chinês não acontece sempre na mesma época. Para não correr o risco de comprar nesse período e ter a possibilidade de ocorrer algum problema, pesquise antes no Google. O de 2019 cairá em fevereiro; já o de 2020 em janeiro, por exemplo.

Escolher um mês bom não quer dizer que você estará isento de imprevistos e atrasos, ou até mesmo que sua encomenda terá a entrega antecipada. Os meses bons só cercam, em termos, a diminuição de intercorrências desagradáveis com a sua importação, como a conferência problemática na alfândega, ou várias encomendas acumuladas nos Correios.

Fonte:

Destino China

Whatsapp: +86 13611996578

https://www.destinochina.com/qual-e-a-melhor-hora-para-importar-4/

Quanto tempo leva uma importação da China?

cargo container lot

Photo by Chanaka on Pexels.com

Quanto tempo leva uma importação da China?

Para os que desejam entrar no ramo da importação, está no início dessa fase de negócios, e realmente comum ter dúvidas à respeito do transporte de mercadorias da China e, principalmente, o tempo de demora para que a carga chegue ao território nacional.

Muitas pessoas querem entender qual é a maneira de transporte mais rápida e também a mais conveniente. Por isso, trazemos nesse artigo todas as informações que você precisa para conhecer a maneira mais ligeira e eficaz de importar da China.

Como todos sabem, a China é um país bem distante, então é provável que as mercadorias chinesas demorem um tempo considerável para chegarem até aqui, ainda mais sendo por via marítima.

Existem dois jeitos de fazer o transporte de produtos: pelo avião e pelo navio. Obviamente, a via aérea é a forma mais rápida de envio. No entanto, não é recomendada a todos os tipos de negócios, uma vez que o frente pode ser muito caro, além de contar com determinadas restrições no voo.

Os transportes de mercadorias internacionais podem parecer algo simples, mas são diversas etapas e pessoas engajadas e envolvidas no processo para fazer tudo funcionar perfeitamente.

Em suma, para que a importação das mercadorias da China chegue corretamente em território nacional é preciso que muitos indivíduos trabalhem duro para que nada corra o risco de dar errado.

Considerações a serem feitas quanto ao período de transporte de mercadorias vindas da China para o Brasil

Muitas pessoas que importam, quando pensam no tempo que leva a importação, não consideram todo o processo do antes e depois de embarcar as mercadorias; pensam somente no transit time (tempo que a mercadoria leva viajando).

O tempo varia de negócio para negócio, sendo determinada pela forma escolhida de transporte, a distância do fornecedor até os portos ou os aeroportos e o total do volume da carga. Deve-se considerar também que essa viagem, seja pelo navio ou pelo avião, não é direta nem simples.

Vamos então às etapas:

Antes do embarque das mercadorias

O tempo gasto antes do embarque dos produtos deve ser considerado desde o instante em que eles saem da fábrica, passando pelo instante em que são deixados no armazém ou depósito até quando saem da China através do porto ou do aeroporto.

Depois do embarque das mercadorias

A fase depois do embarque dos produtos deve ser considerada do instante em que a encomenda chega no território brasileiro, quando a documentação de liberação para retirada é preparada até o instante em que chega nas mãos de quem importou.
Em suma, quando pensamos no tempo total do transporte da importação, devemos considerar as seguintes coisas:

• Quanto se gasta em transito do fornecedor até o aeroporto ou o porto que vai fazer o transporte;
• Toda a movimentação e manuseio dos produtos, bem como a sua espera dentro do terminal;
• A viagem em si;
• O tempo de demora da descarga;
• O tempo de espera na preparação dos documentos até os produtos importados serem disponibilizados;
• E por último, mas não menos importante, o transporte final até o comprador.

Falando em termos de números

O tempo realmente varia conforme o transporte escolhido. Como dito anteriormente, o meio aéreo é mais rápido, mas em compensação, mais caro. De navio, a viagem dura aproximadamente 45 dias. Já de avião, esse período diminui para 7 dias. A escolha vai depender do seu tipo de negócio e pressa.

Se formos analisar todo o processo de transporte desde a fábrica até as mãos do importador, os produtos demoram cerca de 4 meses para estarem no destino final. Dentro desses 4 meses estão todas as etapas que citamos acima, incluindo a que o importador procura o fornecedor, entra em contato e fecha o negócio.

Resumo

• Procura, contato e análise de custos junto ao fornecedor: 30 dias.
• Envio do dinheiro para a fabricação dos produtos e entrega no aeroporto/porto: 30 dias.
• Se enviado via transporte marítimo: 45 dias.
• Se enviado via transporte aéreo: 10 dias.
• Nacionalização das mercadorias e envio dentro do território nacional: 15 dias (isso contando que esteja tudo certo com a documentação e legalização).

Dicas importantes

Priorize a importação antes do ano novo chinês, ou seja, faça o pedido junto ao fornecedor antes do final do mês de novembro. Por que?

Em geral, as fábricas demoram aproximadamente 30 dias para fabricar as mercadorias. Em seguida, demora mais uma a duas semanas, em média, para consolidar e acondicionar as cargas nos containers.

Sendo assim, provavelmente se o pedido for feito antes do final de novembro, será enviada sem problemas, já que na segunda semana de fevereiro a China praticamente para por conta do ano novo chinês.

Fonte:

Destino China

Whatsapp: +86 13611996578

https://www.destinochina.com/quanto-tempo-leva-uma-importacao-da-china/

Inspeção de produtos da China

tourists at forbidden temple

Foto por Sabel Blanco em Pexels.com

Uma vez que seus produtos são pagos integralmente e enviados, você só quer que eles cheguem até o destino sem maiores problemas. Mas, às vezes, é possível se deparar com irregularidades quanto à qualidade das mercadorias. É daí que vem a importância da inspeção de produtos da China.

Esqueça-se de obter um reembolso ou devolver mercadorias ao seu fornecedor. Em vez disso, você precisa ter certeza de que seus produtos atendem a todas as especificações técnicas e requisitos de qualidade antes de pagar o saldo.

Continue lendo esse artigo e saiba quanto você deve pagar por uma inspeção, como reservar uma online – e por que você não deve deixar seu fornecedor fazer a inspeção por conta própria.

Por que preciso de inspeções de qualidade ao importar da China?

A fabricação não é uma ciência exata. A questão não é se, mas quão graves são os problemas de qualidade. Ao fazer uma inspeção, é provável que se encontre:
• Arranhões;
• Sujeira;
• Marcas.
Isso é mesmo esperado. No entanto, existem também problemas de qualidade mais graves:
• Peças soltas;
• Rótulos incorretos;
• Design incorreto;
• Cores incorretas;
• Danos.

As questões de qualidade são, de certo modo, tão seguras quanto a morte e os impostos. Isso não é exclusivo para a China, mas o caso quando se fabrica em qualquer país.
No entanto, o que é exclusivo para a China e para a maioria dos outros países da Ásia é que você não pode devolver produtos se encontrar problemas de qualidade em seu próprio país.

Por esse motivo, as inspeções de qualidade são uma etapa crucial do processo. Você simplesmente não pode pular esta parte de forma nenhuma.

Que tipo de verificações o inspetor de qualidade pode fazer?

Tudo o que pode ser feito com o equipamento disponível. Alguns exemplos seguem abaixo:
• Fotos de produtos e rótulos;
• Dimensões e medidas;
• Inspeção visual (danos e defeitos);
• Testes de função;
• Verificação de etiqueta;
• Testes de queda;
• Testes de pressão de água;
• Embalagem.

O objetivo é verificar se o produto está correspondendo a todas as especificações e requisitos de qualidade.

O que obtenho após a inspeção de qualidade?

No prazo de um dia útil após a execução da inspeção de qualidade, a agência enviará um relatório em PDF com fotos e outros dados coletados.
Por exemplo, eles podem incluir dimensões, descrições de defeitos, o número de defeitos encontrados e muito mais. Você também pode solicitar vídeos.
Lembre-se de que o relatório em PDF corresponde à lista de verificação de qualidade, para que você obtenha o que deseja. Eles não vão improvisar durante a inspeção.

O que farei com o relatório de controle de qualidade?

O relatório mostra o número de defeitos, junto com imagens e descrições. Assim, o relatório pode ajudá-lo a decidir se você aprova ou rejeita o pedido.
Tenha em mente que você deve definir uma taxa de defeito aceita antes de fazer o pedido. Caso contrário, é difícil dizer se o número de defeitos é aceitável ou não.

Como sei se meu fornecedor aceita um controle de qualidade?

Em primeiro lugar, você nunca deve sequer considerar um fornecedor que não esteja aceitando totalmente uma inspeção de qualidade.
Os fornecedores que rejeitam, ou até hesitam em aceitar, uma inspeção de qualidade sempre têm algo a esconder.
Esses fornecedores pretendem enganá-lo ou subcontratar seu pedido em uma oficina local.

Devo informar ao meu fornecedor antecipadamente?

Sim, você deve informar seu fornecedor de que pretende obter o controle de qualidade do pedido o mais cedo possível. Mesmo antes de você ter feito um pedido de amostra.
É crucial fazer com que o fornecedor entenda que você é um comprador com um sério processo de garantia de qualidade. Não é um daqueles compradores ingênuos que se dobram para acomodar o fornecedor.

Confie em mim quando digo que os fornecedores chineses não têm absolutamente nenhum respeito pelos compradores que cedem facilmente às suas demandas.
Eles gostam de testar seus clientes descartando as demandas mais absurdas, como sugerir que uma inspeção de qualidade não é necessária. Não caia nesse truque.

Como faço para reservar um controle de qualidade online

Atualmente, as agências de controle de qualidade mais estabelecidas têm sistemas de reservas online. Tudo o que você precisa fazer é logar e enviar as seguintes informações:
• Nome do fornecedor;
• Detalhes do contato;
• Endereço de fábrica (se houver);
• Especificações do produto;
• Quantidade;
• Lista de controle;
• Data de inspeção.

Com quanto tempo de antecedência devo reservar o controle de qualidade?

A maioria das empresas de CQ anuncia que aceitam reservas feitas apenas 72 horas antes da data. Dito isso, pressupõe-se que você já tenha uma lista de verificação de qualidade.
Se você precisar de conselhos da empresa CQ sobre como delinear a lista de verificação em primeiro lugar, você deve reservar pelo menos 3 semanas de antecedência. Quanto mais cedo melhor.

Quando os produtos devem ser inspecionados?

No mínimo, você deve obter os produtos inspecionados antes do embarque e pagamento do saldo. No entanto, você também pode querer considerar uma inspeção de qualidade no local durante a produção.
Uma inspeção de qualidade realizada durante a produção pode ajudá-lo a encontrar problemas de qualidade no estágio inicial (ou seja, cores ou materiais incorretos) e corrigi-los enquanto ainda há tempo.

Como sei que tipo de verificações o inspetor deve fazer?

O objetivo da inspeção é mostrar o estado de seus produtos. Você pode pedir a eles para relatar qualquer coisa que possa ser obtida na fábrica.

Por exemplo, você deseja fotos de produtos, dimensões, verificação de embalagem e inspeção visual.

O agente de inspeção fará as verificações que você instruir a ele, por isso não deixe nada de fora. Tenha em mente que você é o especialista do produto aqui.
Além disso, você também deve instruir o agente a examinar mais de perto possíveis problemas de qualidade encontrados durante o processo de amostragem.

Como sei que o inspetor está qualificado para verificar meus produtos?

A maioria das agências estabelecidas está qualificada para inspecionar basicamente qualquer produto. Em última análise, tudo se resume ao que você escreve na lista de verificação de controle de qualidade.

Existem poucas, se houver alguma, agências de inspeção especializadas em determinadas categorias de produtos.

O que importa é que eles tenham um histórico sólido e que você forneça uma lista de verificação clara e mensurável.

Devo fazer controle de qualidade em todos os pedidos?

Sim, você deve receber todos os pedidos inspecionados. Como dito, a fabricação não é uma ciência, e um componente defeituoso ou danificado pode arruinar todo o lote.
Como um lote defeituoso pode arruinar sua reputação ou até mesmo suspender sua conta na Amazon, você deve sempre verificar a qualidade antes do envio.

Além disso, é muito mais provável que seu fornecedor mantenha os defeitos no mínimo, se eles souberem que você obterá o lote inspecionado. Se você começar a relaxar, eles também.

A empresa de inspeção de qualidade também pode verificar se os produtos estão em conformidade com os padrões de segurança obrigatórios?

O agente pode verificar etiquetas e verificar a conformidade com requisitos de conformidade mecânicos (ou seja, peças soltas ou arestas vivas).

No entanto, eles não têm o equipamento para realizar testes mais complexos de segurança do produto (por exemplo, testes elétricos) ou verificações de produtos químicos e metais pesados.

Enquanto equipamentos de teste portáteis estarão disponíveis em apenas alguns anos, expandindo ainda mais o papel das empresas de inspeção de qualidade, isso ainda não é o caso.

O que acontece se eles encontrarem problemas de qualidade?

Provavelmente, você encontrará problemas de qualidade. Se o inspetor encontrar apenas alguns pequenos defeitos, você poderá aprovar o pedido.

Se os problemas forem mais graves, você deve exigir que seu fornecedor refaça ou repare os produtos – e, em seguida, faça o pedido inspecionado novamente.

Tenha em mente que você precisará negociar diretamente com o fornecedor. O agente não negociará compensação ou algo assim.

E se problemas de qualidade ocorrerem semanas ou meses depois de eu começar a vender o produto?

Os problemas de qualidade pós-venda são muito complicados, pois podem ser difíceis de detectar durante as inspeções de qualidade.
Tais problemas de qualidade incluem, por exemplo, o seguinte:
• Componentes eletrônicos defeituosos;
• Componentes colados caindo.
A chave é encontrar maneiras de simular o uso do produto e testar o produto com ênfase.

Fonte:

Destino China

Whatsapp: +86 13611996578

https://www.destinochina.com/inspecao-de-produtos-da-china/