A partir de julho de 2018 exportações deverão ser realizadas exclusivamente por meio do Portal Único

imagemgs

Exportadores de todo o Brasil terão até o dia 2 de julho do ano que vem para migrar completamente suas operações para o Novo Processo de Exportações do Portal Único de Comércio Exterior. A decisão foi tomada pela Comissão Gestora do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), durante reunião realizada na última quarta-feira (29). A medida foi fundamentada no compromisso assumido pelo governo federal de trabalhar em prol da facilitação do comércio e da previsibilidade e reflete ainda a necessidade de se conferir maior racionalidade aos gastos públicos.

Também a partir de 2 de julho de 2018 serão interrompidos os novos registros nos módulos Novoex, DE-Hod e DE Web, sistemas atualmente utilizados para a realização de exportações. Entretanto, esses módulos permanecerão disponíveis para consultas e retificações dos registros previamente efetuados.

Até que o desligamento dos referidos módulos ocorra, a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e a Receita Federal do Brasil (RFB) intensificarão as ações de divulgação e capacitação dos operadores de comércio exterior para garantir que a transição entre os sistemas aconteça de maneira segura e previsível. A data limite para a migração das operações de importação ainda será oportunamente definida e divulgada.

Novo Processo de Exportações
Dentre as facilidades disponibilizadas pelo Novo Processo de Exportações aos operadores de comércio exterior estão a substituição de três documentos processados nos sistemas antigos – o Registro de Exportação (RE), a Declaração de Exportação (DE) e a Declaração Simplificada de Exportação (DSE) – pela Declaração Única de Exportação (DUE), a integração da DUE com a Nota Fiscal Eletrônica (Nfe), a melhor rastreabilidade e controle das operações, a redução de pelo menos 60% no número de informações prestadas e o paralelismo dos fluxos processuais.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MDIC

Aprenda Comércio Exterior
whatsapp: 31 98411.8218
Anúncios

Como retificar uma declaração de importação já desembaraçada no Siscomex

navio2

A partir de agora caberá ao próprio  importador registrar no Siscomex as alterações desejadas e efetuar o  recolhimento  dos  tributos  restantes.

Os tributos serão calculados  pelo   sistema e podem  ser  pagos por meio de débito
automático  em  conta ou DARF e possíveis juros e multa devidos também deverão ser recolhidos da mesma forma.

Haverá  registro imediato da retificação.

O  novo  procedimento  já  se  encontram  regulamentados  Instrução Normativa SRF nº 680,  de  2  de  outubro  de 2006, alterada pela Instrução Normativa RFB nº 1.759,  de  13  de  novembro  de 2017.

Aprenda Comércio Exterior
whatsapp: 31 98411.8218

Correios e Receita Federal lançam novo sistema para facilitar importação e exportação de produtos

imagemgs

Os Correios e a Receita Federal lançaram um novo sistema com o objetivo de facilitar importação e exportação de encomendas. A ideia é simplificar o pagamento de impostos. A plataforma Minhas Importações integra os sistemas dos dois órgãos com um novo modelo de importação no Brasil.

Agora o correio do país de origem poderá enviar diretamente as informações do objeto postado para os Correios no Brasil que, por sua vez, passará os dados automaticamente para a Receita Federal e demais órgãos aduaneiro autorizados, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Vigilância de Trânsito Agropecuário Internacional (Vigiagro).

No site, o cliente (pessoa física ou jurídica) terá acesso detalhado ao trâmite da encomenda, interagindo com órgãos de controle e fazendo pagamentos de impostos e serviços, além de enviar documentos complementares e fazer solicitações de revisão de tributos. Com o novo serviço, os usuários dos serviços poderão efetuar o pagamento dos tributos por meio do cartão de crédito.

Fonte: Agência Brasil

Aprenda Comércio Exterior
whatsapp: 31 98411.8218

Valor da taxa para usar o Siscomex

Instrução Normativa RFB nº 1.158, de 24 de maio de 2011

A Taxa de Utilização do Siscomex será devida no ato do registro da DI à razão de:

I – R$ 185,00 (cento e oitenta e cinco reais) por DI;

II – R$ 29,50 (vinte e nove reais e cinquenta centavos) para cada adição de mercadoria à DI, observados os seguintes limites:

a) até a 2ª adição – R$ 29,50;

b) da 3ª à 5ª – R$ 23,60;

c) da 6ª à 10ª – R$ 17,70;

d) da 11ª à 20ª – R$ 11,80;

e) da 21ª à 50ª – R$ 5,90; e

f) a partir da 51ª – R$ 2,95.

……………………………………………………………………………” (NR)

 

Art. 2º O art. 1º da Portaria MF nº 257, de 20 de maio de 2011, aplica-se somente às Declarações de Importação (DI) registradas após a entrada em vigor desta Instrução Normativa.

Aprenda Comércio Exterior
whatsapp: 31 98411.8218